Com apoio do Brasil, EUA aprovam “Resolução Mike Pence” contra Venezuela

4
Jorge Arreaza, chanceler venezuelano na Assembleia Geral da OEA hoje em Washington
Jorge Arreaza, chanceler venezuelano na Assembleia Geral da OEA hoje em Washington

A Organização dos Estados Americanos (OEA) acaba de aprovar mais uma resolução, apelidada de “Resolução Mike Pence”, contra a Venezuela. Com 19 votos a favor, 4 contrários e 11 abstenções, os Estados-membros contestam o resultado das últimas eleições presidenciais na Venezuela, que contaram com a participação de 200 observadores internacionais, os quais atestaram a legitimidade do pleito.

Os países da região também se comprometem, entre outros, a “aplicar as medidas que estimem convenientes a nível político, econômico e financeiro para coadjuvar o restabelecimento da ordem democrática na Venezuela”.

Apesar do forte lobby, os Estados Unidos não conseguiram os 24 votos necessários para a expulsão da Venezuela, como queria o vice-presidente dos EUA, Mike Pence.
Segundo o chanceler venezuelano Jorge Arreaza, os países que apoiaram a medida sinalizam que também apoiam uma “opção militar para a Venezuela” – medida que conta com o apoio público de diversos membros do governo de Donald Trump.

Para o delegado de San Vicente e Granadinas, a resolução viola normas básicas do Direito Internacional, levando a um estado de insegurança jurídica muito perigoso para a região.
O governo venezuelano, que já havia começado seu processo de retirada da Organização em abril de 2017, anunciou que esta é a última Assembleia Geral da OEA da qual participaria.

Mais Nocaute:

Brasil e mais seis países querem Venezuela fora da OEA

#LulaLivre Fernando Morais entrevista Eduardo Suplicy

 

4 COMENTÁRIOS

  1. O ilegitimo governo Temer pode tomar uma decisão que contraria a politica levada a efeito pelo país na ultima década? Não seria necessário uma aprovação do Congresso e em ultima instancia um referendo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here