Cultura

Basquiat, um afrodescendente em um mundo artístico de brancos


 
O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo traz uma retrospectiva das obras de Jean-Michel Basquiat (1960-1988), pintor norte-americano de ascendência afro-caribenha e expoente do neo-expressionismo.
Com entrada gratuita, a mostra reúne 80 obras, incluindo pinturas, gravuras, cerâmicas e desenhos. A exposição vai até o dia 07 de abril e depois segue para sedes do CCBB de outras três capitais: Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.
O conjunto de obras apresentado pela primeira vez ao público faz parte do acervo particular da família do industrial Mugrabi, de origem síria, radicado nos EUA e conhecido no mundo das artes como um dos maiores colecionadores tanto de Basquiat quanto do pintor pop Andy Warhol (1928-1987).
O responsável pela curadoria é o holandês radicado no Brasil Pieter Tjabbes. Para a exposição acontecer foram necessários dois anos de negociações e um custo para os patrocinadores de R$ 15 milhões.
Segundo o curador, Basquiat conseguiu alcançar visibilidade no mundo das artes ainda em vida. Vendia suas obras por valores que chegavam até a 15 milhões de dólares. Recentemente, sua obra de maior valor foi adquirida por um colecionador por 130 milhões de dólares.
“Ele não pode ser considerado como um artista grafiteiro. Isso é muito claro. Ele começou a carreira em 1977, 1978 junto com seu amigo Al Diaz. Eles pintavam frases enigmáticas – às vezes poéticas – nas paredes de Manhattan sob o pseudônimo SAMO (de same old shit ou “a mesma merda”, em português). O que ele leva para a sua obra é esse aspecto do dinamismo do grafite. Ele falava em entrevistas que sabia desenhar, mas lutava contra isso. Fazia de propósito desenhos mal acabados, porque achava que isso trazia uma energia mais interessante”, explica o curador da mostra, Pieter Tjabbes.
 
Serviço CCBB São Paulo
Datas de exposição: De quarta-feira a segunda-feira (Até 07 de abril)
Horário: Das 9h às 21h.
Endereço: Álvares Penteado, 112, no Centro.
Preço: Entrada gratuita
 
Serviço CCBB Brasília
Datas de exposição: 21 de abril a 6 de julho
Horário: Das 9h às 21h.
Endereço: Setor de Clubes Esportivos Sul Trecho 2, Ed. Tancredo Neves Lote 22 Asa Sul
Preço: Entrada gratuita
 
Serviço CCBB Belo Horizonte
Datas de exposição: 16 de julho a 01 de setembro
Horário: Das 9h às 21h.
Endereço: Praça da Liberdade, 450 – Funcionários
Preço: Entrada gratuita
 
Serviço CCBB Rio de Janeiro
Datas de exposição: 12 de outubro de 2018 a 08 de janeiro de 2019
Horário: Das 9h às 21h.
Endereço: R. Primeiro de Março, 66 – Centro
Preço: Entrada gratuita
 
Assista também:

Vermelhos 2017: música e natureza em Ilhabela


 

Notícias relacionadas

A sua opinião é importante, comente!