Home Foicebook Tempos perigosos exigem jornalismo corajoso.

Tempos perigosos exigem jornalismo corajoso.

Fico pensando: quantas semanas durariam os “mistérios” que cercam o assassinato de Marielle, o sumiço do Queiroz e a queima de arquivo deste fim de semana se estivessem na ativa repórteres como Otávio “Pena Branca” Ribeiro, Percival de Souza, Antonio Carlos Fon, Marcão Faerman, Waldir Sanches e Inajar de Souza? Isso para citar apenas a meia dúzia de nomes que me vieram à cabeça. E para ficar completo tinha que colocar o Woile “Guimão” Guimarães e o Fernando “Satã” Portela chefiando a reportagem e o Renatão Pompeu cuidando do texto final. Fotógrafos? Oswaldo Maricato, Ywane "Wakamoto" Yamakazi e Reginaldo Manente. Valeria a pena ver de novo.