Novo líder catalão continua a defender a separação da Espanha

Quim Torra afirmou que o presidente legítimo catalão continua sendo Puigdemont, e que “mais cedo ou mais tarde” ele voltará ao cargo